Enfermagem

Incertezas de mães de crianças em tratamento conservador renal

Uncertainties of mothers of children in conservative renal treatment

Fernanda Lise; Eda Schwartz; Viviane Marten Milbrath; Diana Cristiano Castelblanco; Margareth Angelo; Raquel Pötter Garcia

Objetivo: Conhecer as incertezas de mães de crianças em tratamento conservador renal decorrentes do processo de adoecimento do filho. Método: Estudo qualitativo, realizado com 11 mães de crianças em tratamento conservador renal em um serviço de nefrologia pediátrica da região Sul do Brasil. Para a coleta dos dados realizou-se entrevista semiestruturada e Análise de Conteúdo convencional. Resultados: Emergiram duas categorias de depoimentos: “Incertezas na doença e formas de adaptação” e “Vivendo a imprevisibilidade”. As incertezas foram decorrentes da ambiguidade dos sintomas e motivos do desenvolvimento da enfermidade, falta de informação, clareza e imprevisibilidade em relação ao futuro. Conclusão e implicações para a prática: Diante de incertezas, as mães buscam a manutenção do equilíbrio emocional, porém necessitam de amparo da equipe de saúde e a Enfermagem, na atenção primária à saúde, para promover a segurança, com informações claras sobre como se dará esse processo, diminuindo os anseios em relação à imprevisibilidade da doença no futuro. Leia mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s